Malai Peda e um livro



Tenho uma amiga que sabe sempre quais são os livros que eu vou devorar rapidamente.Se existisse mesmo um " Cemitério dos livros esquecidos" * a casa dela seria a sucursal portuguesa. Cada livro que lemos aproxima-nos mais um passo do Mundo, areja-nos a alma enriquece-nos o espírito, faz-nos sonhar e, de alguma forma dá-nos esperança.
Pois aquele que acabei de ler recentemente , A VIAGEM DOS CEM PASSOS de Richard C. Morais , apesar de não ser um livro de receitas é estranha e deliciosamente comestível do principio ao fim.  Por isso resolvi pegar no nome de um doce indiano que lá vem referido pelo personagem principal como fazendo parte das suas memórias de infância para tentar reproduzir esse sabor que o fazia feliz e aproximar-me um pouco desse lugar do Mundo.
Obrigada Ana C.estes Malai Peda são dedicados a ti e à nossa amizade.

INGREDIENTES
1 1/2 cháv. de leite (gordo de preferência)


1 lata de leite condensado
1 colh. de sopa de farinha maizena
1/4 colh. chá de ácido cítrico
1/4 colh. chá de cardamomo em pó
1 colh. sopa de ghee (manteiga clarificada)
1 pitada de açafrão
pistachios picados para decorar

Aquecer a manteiga numa caçarola, juntar o leite condensado, o leite e o ácido cítrico (previamente dissolvido num pouco de água). Deixar coalhar e adicionar a maizena (dissolvida em água) e o açafrão. Continuar a cozinhar em lume brando até que a mistura se descole das paredes da caçarola, juntar o cardamomo, mexer e retirar do lume. Deixar arrefecer antes de moldar na forma de pedas. 

* in "A Sombra do Vento" de Carlos Ruiz Zafón

3 comentários:

Ana disse...

És uma querida... obrigado digo eu pela nossa amizade... e o doces tem muito bom aspecto... hummm

Um toque de canela disse...

Bom dia! Gostei muito desta sugestão, estes docinhos devem ser deliciosos1
Bjs
paula

http://1toquedecanela.blogspot.pt

Executiva de Panela disse...

Boas amizades são um tesouro inestimável neste mundo. O doce me parece delicioso. A cor dele é atraente e os ingredientes são dos meus favoritos. Imagino que um bocado deles de fato nos faça viajar pelas Índias e suas especiarias. Feliz 2013! Paula